Leichte Sprache
Gebärden­sprache
Ich wünsche eine Übersetzung in:

Teléfono: 040 428 15 32 00 Serviço de Emergência para Crianças e Jovens

Leichte Sprache
Gebärden­sprache
Ich wünsche eine Übersetzung in:

O Serviço de Emergência para Crianças e Jovens (KJND) da Cidade Livre e Hanseática de Hamburgo é um departamento da Empresa Pública Regional para Educação e Formação Profissional (LEB), a entidade pública responsável da assistência à juventude hamburguesa.

O Serviço de Emergência para Crianças e Jovens (KJND) da Cidade Livre e Hanseática de Hamburgo é um departamento da Empresa Pública Regional para Ed

Através do KJND pretendese prestar um primeiro auxílio a crianças e jovens em crises sociais agudas. Isto sucede sobretudo em horas nas quais não é possível contatar outros serviços de assistência - tais como, p.e., os Serviços de Proteção de Menores/­Serviços Sociais Gerais e centros de assistência dos bairros -, ou seja de tarde, de noite, nos fins de semana e em dias feriados.

As crianças e os jovens podem obter ajudas socioeducativas ambulantes em situações agudas de emergência e de perigo iminente, especialmente em casos de abandono, maltratos de menores, violência sexual, expulsão da casa paterna, fuga da família ou de instituições, conflitos familiares agudos, riscos de suicídio, consumo abusivo de álcool e drogas, delitos penais etc. As colaboradoras e os colaboradores orientam os menores afetados e os encarregados da sua educação ou demais pessoas da sua confiança, ajudam na elaboração de estratégias para a solução em crises familiares agudas e mantêm conversações coordenadoras e medianeiras com organismos, instituições e particulares intervenientes. As conversações de orientação podemse realizar tanto por fone como em contato pessoal com os consultantes na casa deles ou num ponto de encontro combinado.

O KJND dispõe de 36 lugares para acolhimentos estacionários a curto prazo (acolhimento em custódia conforme ao art. 42 do Código Social VII). O acolhimento em custódia é o alojamento provisório duma criança ou dum jovem em vista da sua proteção contra riscos para o seu bemestar. Por meio de ajudas intensas pretendemse conseguir durante o acolhimento em custódia a redução de tensões, a clarificação de problemas e o restabelecimento da comunicação assim como desenvolver pontos iniciais para novas perspetivas de vida.

As meninas de 13 anos e mais maltratadas e psíquica ou sexualmente ameaçadas ou abusadas encontram acolhimento e ajuda no refúgio do KJND. O refúgio para meninas é ao mesmo tempo um centro de consultas para menores afetadas de violência sexual e as suas pessoas de contato assim como para assistentes profissionais.

No centro de primeira atenção de Kollaustraße acolhemse refugiados menores não acompanhados que procuram proteção contra guerra, guerra civil, perseguição, pobreza y miséria. Aqui existem 14 lugares para o acolhimento em custódia (fone: 557 62 50).

Formam parte dos temas centrais no KJND a ameaça do bemestar de menores, o abuso sexual e a assistência à juventude. Mais além da ajuda concreta no caso individual, o KJND ve a sua missão na dedicação a temas relevantes da assistência à juventude e na defesa dos interesses de menores na sociedade.

Themenübersicht auf hamburg.de

Empfehlungen

Anzeige
Branchenbuch